Entrevistas

Eng. Civil Joel Krüger

Presidente do CONFEA

Conselho Federal de Engenharia e Agronomia

CURRÍCULO

Nascido em Curitiba (PR), em 1961, Joel Krüger é graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Paraná (1985). Alguns anos antes, havia concluído o curso de Técnico em Edificações pela Escola Técnica Federal do Paraná. É especialista em Gestão Técnica do Meio Urbano pelo convênio Université de Technologie de Compiegne (França) e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), pela qual também é especialista em Didática no Ensino Superior e Mestre em Educação, além de professor licenciado do Curso de Engenharia Civil. Foi presidente da Associação dos Professores da PUC-PR, de 1998 a 2000, de 2000 a 2002 e de 2006 a 2008. Consultor na área de transportes com experiência na Prefeitura de Curitiba, desde 1985, foi secretário municipal de Trânsito em 2013. No Sistema Confea/Crea, presidiu a Comissão de Acessibilidade do Crea-PR, de 2008 a 2010; foi coordenador do Congresso Estadual de Profissionais, em 2010; conselheiro do Crea-PR nos períodos 1999-2001 (suplente), 2005-2007 (titular) e 2008-2010 (titular); diretor-tesoureiro do Regional de 2006 a 2010, e presidente em mandatos consecutivos entre 2012 e 2017. É associado ao Instituto de Engenharia do Paraná, desde 1986; Senge/PR, desde 1985; ABENC/PR, desde 2011; Mútua/PR, desde 1986, e da ABENGE, desde 2007. 

ENTREVISTA

Qual é a sua expectativa em relação à realização do 25º CBENC ? 

O Congresso Brasileiro de Engenheiros Civis (CBENC) sempre impressiona pela qualidade dos temas que vão para debate, assim como pelos palestrantes que capitaneiam essas discussões. Com a programação sempre atenta aos assuntos que pautam a engenharia,  neste ano em que se discutem as novas diretrizes curriculares para os cursos de engenharia - que interferem na formação de novos profissionais e, consequentemente, no mercado de trabalho-, analisar o ensino a distância, a relação com a tecnologia, a segurança de barragens, as atribuições profissionais é de suma importância não só para os engenheiros civis, mas também para a sociedade, considerando que todos são impactados por essas temáticas.

 

 

Qual é a visão do Confea com relação à temática tratada no 25º CBENC “Engenharia Civil: Conhecimento e Base para o Desenvolvimento”? 


O Congresso Brasileiro de Engenheiros Civis (CBENC) anualmente traz contribuições para o desenvolvimento nacional, pois reúne, entre profissionais e palestrantes, a nata da engenharia que se debruça sobre temas que são primordiais para a sociedade. A edição deste ano, com o tema “Engenharia Civil: Conhecimento e Base para o Desenvolvimento” mostra a sintonia entre as lideranças da engenharia no país, uma vez que o tema da 76ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea) será “Estratégias da Engenharia e da Agronomia para o Desenvolvimento Nacional”. Sendo assim, a discussão iniciada em agosto pelo CBENC contribuirá sobremaneira para elevar o nível dos debates na Soea, de 16 a 19 de setembro, em Palmas (TO). Mais uma vez, trabalhos em consonância e de maneira complementar em prol não só da profissão, mas da sociedade brasileira.

 

Outras considerações

É sempre com muita honra que trabalhamos em conjunto com a Associação Brasileira de Engenheiros Civis (ABENC). Contudo, participar da edição deste ano do CBENC nos engrandece ainda mais porque coincide com a celebração das quatro décadas da Associação e de sua trajetória de contribuição para o desenvolvimento do país por meio de uma engenharia mais qualificada e antenada com os anseios nacionais. Como cidadão, engenheiro civil e presidente do Confea, parabenizo os 40 anos de contribuição da ABENC para o aprimoramento profissional.